Pesquisar este blog

Postagens populares

Follow by Email

terça-feira, 24 de março de 2015

Começo

Começo
Nem bem começamos!!
Para o homem uma relação não se anuncia ela vai acontecendo, meio que por acidente, sem muito querer – não querendo de fato – para a mulher existem vários estágios, ou indícios que merecem ser marcadas no calendário e comemorar a cada novo ciclo: semana, mês, ano...
Nada pode significar mais ruidoso para uma das partes, o fato de parecer que ‘a coisa’ esta tomando forma, ficando mais séria! Pro outro (na verdade a outra) parece angustiante a demora pra ver que ‘esta coisa’ se torne algo mais!!
Um oi quero te ver!  - é nada mais do que:
“- Estou querendo fazer sexo, e pode ser com você ou a próxima da lista telefônica!” ou “gostou da minha pegada, tá querendo bis!”
“–  Adorei sua companhia, quero conhecer você melhor!” ou“ Ele está com saudades! Deve estar se apegando a mim!”
  Homem transa com a mesma pessoa apenas por comodismo, por ser mais fácil convencer e porque não dizer:sexo seguro!
 A mulher apaixonada não anda dormindo com outros homens, ela sonha, fantasia ‘coisas’ e com isso espera que o telefone toque e do outro lado aquela voz máscula e conhecida lhe agrade com uma ou duas frases soltas, pouco afetivas e muito mais cheia de libido que qualquer outro interesse, mas que ainda assim farão ela crer que “ele me quer!”
Mulher ama vorazmente em cada olhar, cada vez que segura sua mão durante o ato... esse que pra ela é sempre a prova cabal de seu sentimento, só pode ter também esse nome e sempre com muitos olhares, muitas falas que serão pra ela eternizadas, mas para ele apenas fazem parte do jogo para se chegar ao clímax!!
Uma boa forma de medir o que é a relação para ele e para ela, talvez seja o quanto um considera importante satisfazer o outro no ato e depois dele, bem mais que uma boa noite/ hora de prazer... é o que se pode ter um do outro quando não se está perto, o que o outro suscita de lembrança, o que faz ansiar o novo encontro. Nesse quesito hora percebo que muitas pessoas poderão considerar difícil uma mulher, por exemplo, pretender ouvir ao telefone a voz conhecida para ter a mesma sensação do toque, mas de fato a psicanalise explica: há sensações e experiências que vão além do entendimento para quem sabe quem é o seu corpo e onde ele se limita entre o real e abstrato...
Há coisas que se falam no olhar e em alguns casos sequer tem o olhar do outro disponível para que se possa aprender a ler o que diz!
Ás vezes o outro olha através, não vê, nem deixa ser visto...não nota nada!!
Daí aquela história de fazer cenas, de exagerar fazendo caras de ciúme, de querer surpreender com algo diferente... esquece,  nem pensar!!!
Ihhh nem precisa se preocupar com agenda, com possíveis datas, vão passar batidos para ele, e para ela uma angustia esperar por alguma demonstração de afeto, de lembrança... pra começar todas as comemorações são meramente ‘comerciais’, e eles não pretendem engordar os bolsos dos empresários, nem enfrentar inúteis filas para fazer parte do circulo capitalista!
Mas elas saem às compras, vão ao salão de beleza, se preparam e... nada! Sequer um telefonema!
Não importa, o tempo, não importam os sinais,/indícios, as marcas, as idas e vindas devem seguir em mão dupla, com idas e vindas de ambos, não importa nomenclaturas, status, de perfil ou de frente, sempre será o mesmo, imutável!
A não ser que se queira mesmo mudar! Daí a pergunta:
Quem esta pronto? Quem esta disposto?
E agora digo: nem eles nem elas estão preparados para assumir esse novo desafio, de se doar, de se fazer meio para tornar-se inteiro com a parte que o outro o empresta, se doando ao outro para o completar ainda que aos poucos!
Ainda mais se acaso alguma das partes já tiver fragmentada, quando de outra metade se dissolveu e perdeu-se elementos que julga não mais rever...
Nada, nada importa! Importa o hoje, o agora e o que tem de melhor disto, que se gerou entre as partes que de uma forma ou outra se completam e se não sabem verbalizar o que sentem, nem se permitem falar com os olhos...leia o corpo, leia-se e leia-o tão de perto, tão febril e tão pulsante que nem mesmo se possa separar os músculos que pulsionam a vida dentro de si. Se acaso perceber que o pulsar de um se confunde com o pulsar do outro, por instantes não será possível falar pois a boca seca está, e o tempo já não importa pois para e volta lentamente, letárgico e aos poucos tudo volta ao normal, ambos exaustos, prontos para velar o sono justo de quem o encontrou!



segunda-feira, 2 de março de 2015

Tenho no peito, no interior da caixa torácica um músculo, que dizem conter sentimentos, mas sua função nada mais é a de bombear o sangue, fazer que circule por entre as ramificações - artérias e supra cada uma das extremidades do corpo! tá nesse caso não sei pq uma imagem me pode petrificar, me fazer gelar por dentro e me ferver inteira novamente, desaguando em borbotões? ahhhhh que estranho!!!
Caminha em mim soturno desvairado e frenético um ácido e cobiçoso desejo de esvair-se de mim!
é denso e tenso o sentimento que me alucina, que me contamina ...
todizem que a national geografic cobre os custos de hotéis, quando há boas fotos e oxigenam novas aventuras!!! Brometo que potássio os pés a caminho de um jeito ou de outro, pro coração não mais se sentir doido!!!da essa mina, cadeia arvora e calcifica.
queria fugir pra bem longe, ouvi no Rádio, que os meus amigos Túlio, Hélio, Nobélio e Laurêncio vão embarcar em uma aventura! Vão viajar de bike, pegando carona em trens e navios, passando por mares germanicos, pela India e até Chernobil, uma pena eles venderam tudo que tinham desde talheres de prata, jóias de ouro e platina, mas eu nem tenho um niquel pra investir nesta empreitada!

sábado, 9 de agosto de 2014

Revelação


Não mais me toco como antes
Ao percorrer-me não sou mais uma estranha pra mim
Sou alguém que tem desejos, que se encontra cativa sob as macias e hábeis mãos
Que vagueiam e pousam em meu jardim, que me decifra cada segredo,
Que me faz florescer em aromas e sabores nunca antes descobertos.
Ahhh eu te tenho um amor secreto.
Segredei-me pra que o não te perdesse,
Pra que não me roubassem o beijo primeiro que  me tomou inteira.
Que me fez pousar sob teu peito e te pedir proteção.
Que encontrou no calor das suas pernas torneadas todo o calor que me pudesse aquecer a alma.
Que ainda que não encontre o sol da alvorada, se derrete como cera sob o sol no deserto.
Que pranteia sua ausência e alucina com sua chegada
E em seus braços se faz menina, uma felina domada que se encanta a cada dia.


Ocaso - Ao vivo na Lira de Ouro

Entrevista Banda OCASO

The Sisters of Mercy - Marian (Full Version/ Old Grey Whistle Test)

The Mission Severina scarce TOTP HQ.flv

The Mission no Rio

https://www.facebook.com/groups/560887140642561/?fref=ts